Natal/RN - -

Cooperativas

O que é uma Cooperativa
Uma Cooperativa é uma associação de pessoas, com sua especificidade própria: vinte pessoas físicas, unidas pela cooperação e ajuda mútua, geridas de forma democrática e participativa, com objetivos econômicos e sociais comuns, com legislação e doutrina próprias, fundamentada na economia solidária.

Cooperado/associado: dono e usuário da Cooperativa. A Participação é a palavra-chave.

Na sociedade mercantil, predomina o indivíduo: competição.
Na sociedade cooperativa, predomina a participação/cooperação.
A Participação se dá em cinco níveis:

  • política: vontade de constituir a Cooperativa
  • financeira: inversão inicial de capital
  • econômica: resultante do trabalho (operação com a Cooperativa)
  • jurídica: relação contratual entre pessoas (física e jurídica)
  • social: resultante da integração do grupo.

Participar é ser parte… e a Participação plena é a Autogestão.

Princípios

Os princípios cooperativistas são as linhas orientadoras através das quais as cooperativas levam à prática os seu valores.

O primeiro princípio é a adesão voluntária e livre de todos aqueles que concordem com os termos estatutários e preencham os requisitos de ingresso e permanência na sociedade.

O segundo princípio é a gestão democrática da sociedade pelos seus membros, através da eleição e deliberação dos temas mais importantes em Assembléias Gerais, tendo todos os associados igualdade de voto.

O terceiro princípio é o da participação econômica dos associados na coopertiva, na forma de subscrição e integralização do capital social, bem como na participação do resultado da entidade cooperativa.

O quarto princípio é a autonomia e independência das cooperativas, que são pessoas jurídicas livres, inclusive da tutela estatal.

O quinto princípio refere-se à preocupação constante da cooperativa na educação, formação e informação de seus associados e da comunidade em que atuam.

O sexto princípio é o da intercooperação, ou seja, as cooperativas trabalham em conjunto, através das estruturas locais, regionais, nacionais e internacionais.

O sétimo e último princípio é o interesse pela comunidade em que as cooperativas situam-se, atuando em benefícios de seus associados e da própria comunidade em prol da melhoria das condições de vida.