Sicoob chega a Zona Norte com as vantagens do cooperativismo

O Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil no RN (Sicoob) chegou a Zona Norte e, desde a última quinta-feira, 31, está aberto ao no Partage Norte Shopping, que inaugurou a primeira de suas três expansões previstas até 2022.

A governadora Fátima Bezerra, ao lado do presidente da Sicoob – RN, Manoel Santa Rosa, foi conhecer de perto as novas e modernas instalações da cooperativa.

Com a inauguração oficial marcada para a próxima sexta-feira, 8, a agência tem vários serviços à disposição dos cooperado ou do público que quiser fazer parte do Sicoob, como abertura de conta, solicitação de maquineta de débito e crédito, aplicações financeiras, entre outros produtos sob medida para as pessoas físicas e jurídicas da Zona Norte.

Segundo Manoel Santa Rosa, a presença física do Siboob na ZN tem justamente como objetivo levar uma alternativa financeira e de crédito para milhares de comerciantes e pessoas físicas que vivem e trabalham na que mais cresce na cidade e no Estado.

“Sou daqui, tenho familiares aqui, e temos a consciência do crescimento da região e nós, do Sicoob, queremos ser parceiros desse crescimento”, explicou.

É a terceira estrutura do Sicoob em operação na cidade: Campus da UFRN; shopping Portugal Center, em Lagoa Nova; o aberto ontem no Partage Norte Shopping. E a grande novidade é a filial Parnamirim a ser inaugurada ainda no primeiro bimestre do ano que vem.

“A intenção é aproximar as imensas vantagens das cooperativos de créditos das pessoas e empresas pelo Estado”, diz Manoel Santa Rosa.

A estratégia, ao que parece, está dando certo. Fundada em 2001 com o nome de Credisuper e com apenas 57 associados e capital de apenas R$ 35 mil, o Sicoob RN encerrou o balanço do ano passado com sete mil associados e ativos superiores a R$ 200 milhões.

“Estamos tão animados com os resultados, que vamos intensificar um corpo a corpo junto às pessoas físicas e jurídicas para aumentar ainda mais a carteira de cooperados, começando pelos mais humildes empreendedores e trabalhadores”, afirmou Santa Rosa.

Para se cooperar, o depósito mínimo inicial de uma pessoa física é de R$ 40. Para empresas, o valor é R$ 100, disponíveis para a devolução ao final de 12 meses, corrigidos monetariamente.

O Sicoob RN encerrou o ano fiscal de 2018 com sobras da ordem de R$ 3 milhões, que foram devolvidas aos cooperados, na forma de dividendos, distribuídos de acordo com as aplicações individuais.

“Como nosso parâmetro não é o lucro, diferentemente das instituições financeiras tradicionais, e como temos uma logística de funcionamento mais enxuta, podemos praticar taxas muito atraentes”, lembrou.

Trajetória de sucesso

O Sistema de Cooperativas de Crédito (Sicoob) fechou o primeiro semestre com lucro total de R$ 1,276 bilhão. Ao término de junho, a carteira de crédito era de R$ 58,3 bilhões, com crescimento de 18,5% no ano. Isso representa 4,47 milhões de cooperados e 3,093 mil agências de atendimento em todo o Brasil.

No Rio Grande do Norte, o Sicoob já iniciou as operações de cartões de crédito. A instituição lançou a plataforma de produtos e serviços desenvolvida para atender as empresas em geral com as melhores soluções em meios de pagamentos eletrônicos. Ação é o resultado da aliança entre o Bancoob (Banco Cooperativo do Brasil) e a Cabal Cooperativa de Provisión de Servícios Ltda, da Argentina.

Manoel Santa Rosa lembra que o cooperativismo financeiro é a democratização dos resultados financeiros. “Nossa busca tem sido para demonstrar para as pessoas e empresários que apostar na cooperação é o melhor resultado para a comunidade como um todo. A exemplo do desenvolvimento das cidades no sul do país ou países europeus e na América do Norte em que o cooperativismo financeiro já é bem mais desenvolvido”, relata.

Fonte: Agora RN

Foto: Marcelo Hollanda