1ª Caminhada pelo direito das mulheres acontece neste domingo

Neste domingo, 27, acontece em Natal a 1ª Caminhada Pelo Direito das Mulheres. A ação está sendo promovida pelo núcleo natalense do Grupo Mulheres do Brasil. A concentração começa às 15h, em frente à agência do Sicoob Potiguar, na avenida Roberto Freire. O percurso vai até à avenida Praia de Ponta Negra (pólo gastronômico do bairro).

O objetivo da caminhada é divulgar tanto a existência do núcleo local do Grupo Mulheres do Brasil, como as ações que desenvolvem, além de mostrar para a sociedade potiguar a importância cada vez maior de se compreender os direitos das mulheres.

Segundo a advogada Ana Beatriz Presgrave, líder do Núcleo Natal, a caminhada também visa chamar a atenção para o combate à violência contra as mulheres – que aumentou profundamente durante a pandemia -, e atrair voluntários para ajudar na realização dos projetos previstos para este ano.

“Temos várias ações para implementar no Rio Grande do Norte. Observamos, por exemplo, que as adolescentes do interior do estado têm mais dificuldade de concretizar os estudos e por isso abandonam a escola. E o motivo está na cultura de que as mulheres precisam cuidar da casa, principalmente aquelas que já são mães”, comenta a advogada. “Estamos fazendo parcerias para tentar mudar essa realidade, montando uma rede de apoio para essas adolescentes, com reforço escolar, creches para elas terem onde deixar os filhos. A ideia é tentar oferecer para essas garotas uma perspectiva de futuro”.

Uma das parcerias firmadas é com o projeto Aldo Parisot, da Escola de Música da UFRN, que promove a educação musical de jovens no interior com a perspectiva de cidadania, igualdade de gênero e de inserção da juventude no ambiente cultural.

A 1ª Caminhada Pelo Direito das Mulheres conta com apoio do Sistema OCERN e do Sicoob Potiguar. De acordo com a diretora executiva da cooperativa, Anacelly de Paula, é importante que todos os setores da sociedade estejam engajados na construção de uma sociedade justa e igual para homens e mulheres. “As cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentável das comunidades onde estão inseridas, através de políticas aprovadas pelos membros. Esse é um dos princípios cooperativistas. Nesse sentido, prezamos por investimentos em projetos que sejam economicamente viáveis, ambientalmente corretos e socialmente justos”.

O Grupo Mulheres do Brasil é uma organização sem fins lucrativos presidido pela empresária Luiza Helena Trajano e conta com mais de 98 mil participantes no país e no exterior. O núcleo Natal foi criado no início de 2021, no meio da pandemia. “Nossa primeira ação foi a campanha ‘Unidos pela vacina’, que ajudou municípios do interior com doação de câmaras frias”, explica Presgrave. “Muitas cidades não apresentavam espaço para o armazenamento adequado dos imunizantes. Para não afetar o processo de vacinação, foi feito esse mutirão de doações, inclusive de geladeiras portáteis para ajudar na vacinação domiciliar”.

O Núcleo Natal é composto por mulheres de diferentes segmentos. Alguns dos comitês atualmente em funcionamento são: Empreendedorismo, Políticas Públicas, Combate à Violência Contra a Mulher, Educação e Igualdade Racial. Para saber mais, basta acessar o site: www.grupomulheresdobrasil.org.br.